cavaco


Excerto de um artigo de Pedro Camacho na Visão Online:

"(...) não foi um vencedor magnânimo. Não foi capaz de fugir a um discurso "vingativo", um discurso, neste ponto, dececionante e pouco digno de um vencedor democrático. Pouco digno, sobretudo, de um Presidente acabado de ser re-eleito, que optou por dividir o seu tempo entre as mensagens de esperança e o objetivo menos nobre de atacar os adversários vencidos, falando de comportamentos "indignos" num discurso despropositado de defesa da "dignidade contra a infâmia".

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!