mais tarde ou mais cedo, uma questão de vida ou morte

Os apelos são cada vez mais insistentes. Todos sabemos o que fazer: reciclar o lixo, poupar água e energia, dar preferência a produtos locais, partilhar o automóvel, optar pelos transportes públicos. No entanto, a todos fazemos ouvidos de mercador ou cumprimos uma quota mínima do nosso dever enquanto cidadãos do mundo, acomodados aos confortos da vida moderna, anestesiados pelo nosso egoísmo. Um dia virá porém em que esta será uma questão de vida ou morte. Já faltou mais.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!